Chuva no RN.

Chuvas acima da média trazem alívio para reservatórios no RN

Blog Nordeste Rio Grande do Norte

As chuvas intensas que têm atingido o Rio Grande do Norte nos meses de janeiro e fevereiro trouxeram um alívio significativo para os reservatórios hídricos do estado. De acordo com o Igarn, as reservas superficiais acumularam 2.197,10 bilhões de m³, o que representa cerca de 49,74% de sua capacidade total.

Entre os mananciais do estado, a barragem Armando Ribeiro Gonçalves registrou um aumento em seu volume, acumulando o equivalente a 51,86% de sua capacidade total. Já o reservatório de Santa Cruz do Apodi atingiu 57,43% de sua capacidade, enquanto o de Umari, em Upanema, alcançou 74,84% de seu total.

Segundo o Igarn, outros reservatórios também apresentaram pequenas recargas durante o período de 15 de fevereiro a 28 de fevereiro. No entanto, alguns ainda não receberam água de forma relevante, como é o caso dos açudes Esguicho, Japi II e Inharé.

Importância das chuvas

O diretor-presidente do Igarn, Paulo Sidney, destacou a importância das chuvas para a recuperação dos reservatórios, mencionando casos como o do açude Dourado, em Currais Novos, que passou de apenas 1% para 24% de sua capacidade, e do açude Gargalheiras, que atende a Currais Novos e Acari e já está com quase 5% de volume de água armazenado.

Segundo o meteorologista Gilmar Bristot, as chuvas de fevereiro estão 20% acima da média em todas as regiões do estado. Ele também prevê chuvas satisfatórias para os próximos meses, o que contribuirá para a recarga dos mananciais hídricos do RN.

Com o cenário promissor, a expectativa é de uma melhora significativa na situação hídrica do estado, especialmente nas regiões mais afetadas pela escassez de água, como o Seridó. O monitoramento das chuvas será fundamental nos próximos meses para garantir uma boa recuperação dos reservatórios.

Blog do Halder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *