Zona onde fugitivos passaram

Fugitivos: polícia esteve a poucos metros no terceiro dia de buscas

Blog Nordeste Rio Grande do Norte

No terceiro dia de buscas intensivas, policiais estiveram a poucos metros dos dois fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte. Deibson Nascimento e Rogério Mendonça foram avistados em uma casa a apenas 3 km do presídio, desencadeando uma operação policial imediata.

Os eventos ocorreram na noite de sexta-feira, 16 de fevereiro, por volta das 20h, quando os criminosos renderam um morador e invadiram sua residência, onde permaneceram por cerca de quatro horas. Durante esse período, um carro da polícia passou pela rua da casa e abordou um grupo de moradores, enquanto os fugitivos permaneciam escondidos na propriedade.

Segundo o relato do dono da casa, um dos fugitivos estava deitado na varanda assistindo TV, enquanto o outro permanecia em pé. Ao avistarem um carro com os faróis apagados se aproximando, um dos criminosos questionou o morador sobre a presença da polícia, obtendo uma resposta afirmativa.

Após a abordagem da polícia ao grupo de moradores, os criminosos fugiram e ordenaram que o morador e sua esposa se trancassem em casa. Somente após duas horas, o morador saiu para acionar as autoridades.

Enquanto estiveram na residência, os fugitivos realizaram diversas atividades, incluindo jantar, fazer ligações e assistir TV, sempre mantendo o morador ameaçado para evitar denúncias.

Busca pelos fugitivos

Apesar dos esforços da polícia, os dois criminosos ainda não foram localizados. As buscas, que já duram 10 dias, envolvem mais de 500 agentes, helicópteros, drones e cães farejadores. No entanto, as características naturais da região, como a caatinga, têm dificultado os trabalhos de busca.

Além disso, na quinta-feira, 22 de fevereiro, a Polícia Federal prendeu três suspeitos de terem ajudado os fugitivos, indicando o possível apoio da facção criminosa Comando Vermelho.

A fuga dos dois presos, originários do Acre e vinculados ao Comando Vermelho, é a primeira da história do sistema prisional brasileiro. Eles estavam na Penitenciária Federal de Mossoró desde setembro de 2023, após participarem de uma rebelião no presídio de segurança máxima Antônio Amaro, em Rio Branco.

Rogério Mendonça, com 35 anos, é acusado de diversos assaltos no Acre e responde a mais de 50 processos, totalizando 74 anos de prisão em condenações. Deibson Nascimento, de 33 anos, tem mais de 30 processos em seu nome, com condenações que somam 81 anos de prisão.

Apesar dos esforços contínuos das autoridades, a caçada aos fugitivos continua enquanto a população aguarda o desfecho dessa história.

Blog do Halder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *