Encontro de Lula com o presidente da Guiana.

Lula destaca a importância da paz na América do Sul durante visita à Guiana

Brasil Política

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) enfatizou, durante um pronunciamento nesta quinta-feira, 29 de fevereiro, a necessidade de os países da América do Sul trabalharem incansavelmente para manter então a região como uma “zona de paz”. Em um discurso realizado em Georgetown, capital da Guiana, após uma reunião com o presidente do país, Irfaan Ali, Lula destacou que as nações do continente não precisam de guerra.

“A nossa integração com a Guiana faz parte da estratégia do Brasil de ajudar não apenas no desenvolvimento, mas trabalhar intensamente para que a gente mantenha a América do Sul como uma zona de paz no planeta terra. Nós não precisamos de guerra. Guerra traz destruição de infraestrutura, de vidas, e traz sofrimento. A paz traz prosperidade, educação, geração de emprego e tranquilidade aos seres humanos”, afirmou Lula.

O pronunciamento na Guiana

O pronunciamento do presidente ocorreu em meio a uma escalada de tensão entre Venezuela e Guiana. Isso ocorreu após o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, realizar um plebiscito sobre a anexação de Essequibo. Embora seja um aliado tradicional de Maduro, Lula não mencionou essa disputa específica durante seu pronunciamento.

Lula também anunciou sua participação na reunião da cúpula Celac, que ocorrerá nesta sexta-feira, 1 de março, em São Vicente e Granadinas. Ele expressou otimismo em relação ao evento, destacando a importância de sair da reunião falando em paz, bem como prosperidade e cooperação.

Além disso, o presidente abordou a necessidade de defender a paz e o diálogo em conflitos ao redor do mundo. Mencionou seu posicionamento contra a guerra na Ucrânia e os acontecimentos na Faixa de Gaza.

A declaração conjunta emitida após uma reunião trilateral entre Brasil, Guiana e Suriname reafirmou o compromisso de trabalhar permanentemente para a manutenção da América Latina e do Caribe como uma Zona de Paz e de cooperação para o desenvolvimento sustentável.

Acompanhado de ministros, Lula viajou à Guiana para participar da 46ª Reunião Regular da Conferência dos Chefes de Governo da Comunidade do Caribe (Caricom). Durante seu pronunciamento, ele também destacou a importância da integração do continente sul-americano. Apontou para o plano de integração do Brasil com países fronteiriços da América do Sul, conhecido como Rotas da Integração Sul-Americana.

Esse plano inclui 124 iniciativas que conectam o território de 12 países sul-americanos com 11 estados brasileiros. Uma das ideias é investir no Porto de Santana, no Amapá, para transformá-lo no “Porto das Guianas”. O que visa tornar a região um importante centro de conexões para o norte do continente sul-americano.

Essas declarações e ações reforçam o compromisso do Brasil com a paz e o desenvolvimento sustentável na região e no mundo.

Blog do Halder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *