Protesto de motoboys

Motoboy acusa dono de academia de agressão e protesto mobiliza categoria em João Pessoa

Blog Nordeste Paraíba

Na noite dessa quarta-feira, 1 de maio, Dia Nacional do Trabalhador, um motoboy relatou que o dono de uma academia de ginástica o agrediu. O caso gerou indignação e mobilizou cerca de 100 outros entregadores, que se dirigiram ao local para protestar. Alguém acionou a Polícia Militar da Paraíba para intervir na situação.

A confusão teve início quando o proprietário do estabelecimento fez um pedido de jantar por meio de um aplicativo de entrega. Ao chegar para realizar a entrega, o motoboy solicitou o código de recebimento, um procedimento padrão para finalizar a transação. No entanto, o dono da academia se recusou a fornecer o número e se irritou quando o entregador explicou que não poderia concluir a entrega sem essa informação.

Durante toda a abordagem, o motoboy gravou a cena com seu celular, registrando o momento em que o homem primeiro tenta intimidá-lo e, em seguida, o agride. Mesmo quando a vítima menciona a intenção de processar o dono da academia, as agressões continuam.

Após deixar o local, o motoboy compartilhou em um grupo de conversa por aplicativo formado por motoboys o ocorrido, causando revolta entre os membros da categoria. Cerca de cem motociclistas então se dirigiram ao estabelecimento comercial para protestar contra a violência sofrida pelo colega. Os motoboys relataram que a Polícia Militar da Paraíba foi acionada para intervir, e descreveram a ação policial para dispersá-los como violenta.

Apesar do ocorrido, ninguém prendeu ninguém no local, e ninguém encaminhou o caso para a Central de Polícia de João Pessoa. No entanto, o motoboy agredido afirmou que pretende entrar com um processo contra o agressor, buscando responsabilizá-lo pelos atos de violência.

Blog do Halder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *