Vitimas

Corpos de jovens desaparecidos são encontrados decapitados

Blog Nordeste Paraíba

Na manhã desta terça-feira, 9 de julho, alguém encontrou os corpos de Renan Douglas, de 16 anos, e Wendys de Caldas, de 24 anos, decapitados e com as mãos amarradas em uma cova rasa no Rio do Meio, em Bayeux, na Grande João Pessoa. Os corpos estavam enterrados um sobre o outro, e apresentavam marcas de perfurações de tiro.

Desaparecimento e Investigações

Renan e Wendys, moradores do Jardim Veneza em João Pessoa, estavam desaparecidos desde o último dia 4 de julho. Alguém os viu pela última vez após saírem de uma sucata em Imaculada, Bayeux, onde foram comprar materiais. Durante as buscas, a cadela Thalia, do Corpo de Bombeiros, ajudou a localizar os corpos, com a presença de urubus no local auxiliando na delimitação da área de busca.

Polícia encontra corpo em cova rasa em Bayeux com ajuda de cão farejador — Foto: Polícia Civil/divulgação

Motivações do Crime

Segundo o delegado Diogo Garcia, a facção criminosa que atua onde eles estavam pode ter matado os jovens por serem residentes de uma região dominada por uma facção rival. Essa rivalidade entre facções pode ter motivado o crime brutal que tirou a vida de Renan e Wendys.

Relembrando o Caso

Renan, de 16 anos, e Wendys de Caldas Silva, de 24 anos, desapareceram depois de comparecerem a uma sucata para comprar materiais. De acordo com familiares, ambos tinham começado a trabalhar por conta própria há um mês, comprando e reformando restos de paletes para vender. Renan saiu de casa no início da tarde de quinta-feira, 4 de julho, após pegar R$ 200 emprestados para comprar material na sucata. A mãe de Renan contou que ele a visitou no trabalho para levar seu almoço e pedir o dinheiro emprestado, depois do qual ele foi até a sucata em Bayeux.

Protesto por Justiça

Na última segunda-feira, 8 de julho, familiares de Renan e Wendys organizaram um protesto cobrando uma solução para o caso. Eles interditaram um trecho da BR-101 em João Pessoa, começando por volta das 8h no km 87 da rodovia. Cerca de 20 pessoas participaram da manifestação, ateando fogo em pneus e outros materiais para bloquear ambos os sentidos da via.

Blog do Halder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *