Grupo Show Terríveis

Grupo Show Terríveis: A Maior Expressão Musical do RN

Blog Nordeste Rio Grande do Norte

Natal, a bela capital do Rio Grande do Norte, é conhecida por suas praias deslumbrantes, cultura rica e uma cena musical efervescente. Nos anos 80, a cidade estava em pleno fervor, e uma das estrelas que mais brilhavam na época era o “Grupo Show Terríveis”. Esta banda baile, com seu som envolvente, apresentações eletrizantes com diferentes ritmos dançantes conquistou não apenas Natal, mas também diversas cidades do Rio Grande do Norte e da Paraíba, tornando-se uma das maiores expressões musicais da região.

O sucesso estrondoso dos anos 80 e 90

“O Grupo Show Terríveis” tornou-se uma sensação nos anos 80 e 90, levando multidões às suas apresentações nos principais clubes da capital potiguar e além. A banda era tão popular que foi considerada a melhor do Rio Grande do Norte na década de 90.

Seu sucesso não ficou restrito a Natal, pois eles percorreram municípios tanto do Rio Grande do Norte quanto da Paraíba. Por onde passava a banda conquistava fãs. Eram muitos os shows, seja em festas de padroeiras, emancipações políticas, ou em eventos tradicionais como: São João e São Pedro, entre muitas outras baladas.

Grupo Show Terríveis tinha como cantor e produtor musical, Roberto Lima – Foto: reprodução

Revelações do Grupo Show Terríveis

Além de ser uma máquina de fazer sucesso, o Grupo Show Terríveis também tinha o dom de revelar talentos. Entre suas descobertas, destaca-se Roberto Lima, conhecido como “Roberto Cantor”. Ele iniciou sua carreira em 1969, mas foi como crooner (cantor que canta todos ou vários gêneros musicais) dos Terríveis onde se destacou. Ele esteve presente na banda por 20 anos, atuando também como diretor musical.

Depois de duas décadas, o veterano artista resolveu seguir carreira solo, onde também se destacou. Seu talento musical ganhou notoriedade, tendo participado do disco da Banda Cavaleiros do Forró, que teve a canção: ‘Se Réi Prá Lá’ como grande sucesso.

Artistas famosos do Grupo Show Terríveis

Juntamente com Roberto Cantor, outro nome de destaque que passou pelo Grupo Show Terríveis foi Dorgival Dantas. Natural de Olho d’Água do Borges, no Rio Grande do Norte, ele ingressou na banda aos 14 anos como tecladista e, oito anos depois, tornou-se parte da banda da dupla Sirano & Sirino.

Atualmente, Dorgival Dantas é reconhecido nacionalmente por sua carreira solo como acordeonista.

Dorgival Dantas passou pelo Grupo Show Terríveis – Foto: reprodução

Além da participação de Dorgival, a cantora Solange Almeida foi vocalista da banda do início de 1995 até 1999, antes de iniciar sua carreira na “Banda G” de Carpina, Pernambuco e, posteriormente, se tornar a principal vocalista da “Banda Aviões do Forró” em 2002.

Outras formações memoráveis

A história do Grupo Show Terríveis também inclui outros talentosos músicos, como Julinho e Ferrinho na bateria e Jubileu Filho, um multi-instrumentista que deixou sua marca com seu trompete e guitarra. A banda contou com Sérgio Preto no baixo, Bethoven e Vagner na percussão, todos contribuindo para a atmosfera única das apresentações da banda.

Solange teve início de carreira na Maior Expressão Musical do Rio Grande do Norte – Foto: reprodução

O Grupo Show Terríveis deixou saudades e marcou toda uma geração que viveu uma época de muita diversão e curtição, aproveitando shows realizados em boates, clubes e até mesmo em festas de rua. Sua música e energia continuam a ecoar nas memórias daqueles que tiveram a sorte de testemunhar o espetáculo ao vivo.

A história dos Terríveis é um testemunho do rico cenário musical do Rio Grande do Norte e de como a música pode unir e emocionar as pessoas, criando lembranças que perduram por toda a vida. Mesmo que integrantes da banda tenham seguido caminhos diferentes ao longo dos anos, o legado musical continua vivo, celebrando o talento e a paixão pela música regional.

Blog do Halder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *